Ir direto para o Conteúdo

Beto Colombo

Artigos

A Fórmula do Sucesso

Deixe um comentário
Querido leitor. Antigamente as pessoas bem-sucedidas eram criticadas nas rodas dos botecos:

- Ficou rico! Também, ele desenterrou uma panela cheia de ouro!

- Não. Dizem que vendeu a alma ao diabo.

- Pelo que estou sabendo, ele ficou com uma herança milionária da mulher. Foi por isso que ele se casou com ela. Golpe do baú!

Nos dias atuais, essa visão não mudou muito:

- É rico, mas também, é o maior sonegador.

- Dizem que o negócio dele é vender drogas...

Quem já não ouviu comentários maldosos desse tipo?

Já teve época que fiquei buscando o que será que passa pela cabeça de algumas pessoas que investem um precioso tempo tentando ofuscar o brilho dos outros? Será que é para justificar o próprio insucesso? É incrível como algumas pessoas irritantes e provocativas são, muitas vezes, a razão do insucesso de muitos empresários, executivos, profissionais liberais, autoridades. Dias desse recebi um pedido de ajuda de como proceder diante das calúnias que a pessoa vinha sofrendo.

Minha resposta nesse caso foi que em reuniões com seus acionistas, sócios da empresa, é preciso sim dar uma resposta se perguntado e essa precisa ser com moderação. Entretanto, fora dessas reuniões, não perca seu precioso tempo respondendo a questões, comentários e críticas que, na realidade, não valem o desgaste.

No livro de Mateus, capítulo 7, Jesus Cristo trata desse assunto com muita autoridade: “De fato, vocês serão julgados com o mesmo julgamento com que julgarem e serão medidos com a mesma medida com que medirem. Por que você fica olhando o cisco no olho do seu irmão e não presta atenção à trave que está no seu próprio olho?” Ele completa dizendo: “Não dêem aos cães o que é Santo, e nem atirem aos porcos as vossas pérolas”.

Essa dica serviu para meu leitor e pode ser útil a mais pessoas. Então, amigo e amiga, caso você esteja sofrendo com alguma calúnia ou quando vierem falar que você se deu bem na vida por algum dos motivos citados anteriormente, ou atribuírem seu sucesso à sorte, talvez devesse se limitar a responder apenas àqueles a quem realmente interessa: sócio, acionistas, não vejo a necessidade de alongar nossos discursos tentando justificar calúnias. Lembrando que para cada um é de um jeito.

Agora se disserem que você teve sorte, uma boa resposta é: Engraçado, quanto mais eu trabalho, mais sorte eu tenho. Gosto mesmo é da frase Bob Dylan: “Um homem é um sucesso se pula da cama de manhã e vai dormir à noite, e, nesse meio tempo, faz o que gosta”. Que tal? Lembrando que isso é assim para mim.

É assim como o mundo me parece hoje. E você, o que pensa sobre isso?
______________________________________________________
Artigo veiculado na Rádio Som Maior Premium no dia 22/11/2011 e publicado no Jornal A Tribuna no dia 23/11/2011
Voltar para Café com Mistura

Deixe um comentário

Anjo Tintas e Solventes

Beto Colombo ©. Todos os direitos reservados

Desenvolvimento Burn web.studio
Carregando Dados...