Ir direto para o Conteúdo

Beto Colombo

Artigos

Acredite na Vida

Deixe um comentário
Acredite na Vida

Queridos leitores, aceitem o meu fraternal e caloroso abraço. Nosso tema hoje é sobre a vida, seus encantos e nossos engajamentos.

O filósofo e sociólogo afrodescendente que nasceu nos Estados Unidos, Willian Du Bois, perto do fim de sua existência neste plano, escreveu aquilo que se tornou conhecido como seu último recado, sua última mensagem ao mundo. Sabendo que seu fim estava provavelmente perto, escreveu um texto para ser lido em seu funeral.

Na redação, Du Bois dizia que sua esperança era de que qualquer bem que tivesse feito, sobrevivesse tempo suficiente para justificar sua vida, sua existência. E que as coisas que deixou de fazer, ou fez de maneira imprópria, errônea, pudessem encontrar aperfeiçoamento e conclusão pelas mãos de outras pessoas.

Talvez Ivan Lins em “Um Novo Tempo” diria musicalmente assim: “No novo tempo apesar dos castigos, estamos crescidos, estamos atentos, estamos mais vivos pra nos socorrer. No novo tempo, apesar dos perigos, da forma mais bruta, da noite que assusta, estamos na luta pra sobreviver”. Tudo isso para quê? “Pra que nossa esperança, seja mais que a vingança, seja sempre um caminho, que se deixa de herança”.

Voltemos a Willian Du Bois, retornemos à sua derradeira missiva onde professava a fé de que "os seres humanos sempre irão viver e progredir para uma vida maior, mais ampla e mais completa". Essa era sua convicção, que devemos acreditar na possibilidade de uma vida mais completa, de sermos capazes de progredir.

“No novo tempo, apesar dos castigos, de toda fadiga, de toda injustiça, estamos na briga pra nos socorrer. No novo tempo, apesar dos perigos, de todos pecados, de todos enganos, estamos marcados pra sobreviver”. Muito bem, mas tudo isso pra quê?: “Pra que nossa esperança, seja mais que a vingança, seja sempre um caminho, que se deixa de herança”.

Du Bois, que passou para outra existência aos 95 anos, ou seja, viveu de 1868 a 1963, afirmava que o que importa não são apenas nossos pensamentos e crenças, mas também as implicações práticas deles. Considerava o racismo e a desigualdade social, dois dos principais obstáculos a uma vida de excelência. E que a desigualdade racial é um problema puramente social, que poderia ser tratado por meio do compromisso e do ativismo político e social.

Sempre lutou pela solução dos problemas de todas as formas de desigualdade social, pois argumentava que ela era uma das principais causas da criminalidade. Em sua última mensagem, escrita no ano de 1957, Du Bois lembrou-nos que a tarefa de alcançar uma sociedade mais justa ainda está incompleta e que cabe as gerações futuras acreditar na vida, a fim de que possamos contribuir para a concretização do florescimento humano.

Para William Du Bois, aspiramos uma vida mais ampla e mais plena e para alcançá-la precisamos acreditar na possibilidade do progresso, pois se perdermos essa crença sofreremos uma espécie de morte, uma existência sem desenvolvimento, então devemos acreditar na vida.

“No novo tempo, apesar dos castigos, estamos em cena, estamos nas ruas, quebrando as algemas pra nos socorrer. No novo tempo, apesar dos perigos, a gente se encontra cantando na praça,
fazendo pirraça pra sobreviver”. Se fazemos tudo isso, o fazemos com um objetivo. Qual? “Pra que nossa esperança, seja mais que a vingança, seja sempre um caminho, que se deixa de herança”.

É assim como o mundo me parece hoje. E você, acredita na vida?
______________________________________________________
Artigo veiculado na Rádio Som Maior FM no dia 10/10/2012 e publicado no Jornal A Tribuna no dia 11/10/2012

Voltar para Café com Mistura

1 Comentários para "Acredite na Vida"

  • tiago duminelli - 10/10/2012

    Viva La Vida!!! A vida é com certeza uma divindade, acredito muito na vida.

    Tenha fé, vontade, sabedoria, paciencia, amor, paz, perdão, gentileza e felicidade(Ps.: Nao ''morra'' atras dela, mas VIVA ela).

Deixe um comentário

Anjo Tintas e Solventes

Beto Colombo ©. Todos os direitos reservados

Desenvolvimento Burn web.studio
Carregando Dados...