Ir direto para o Conteúdo

Beto Colombo

Artigos

Ouça o audio deste artigo

Alma

Querido leitor, que você esteja bem e sua alma em paz! Então, hoje nosso tema vai ser justamente “alma”.

A motivação em escrever sobre esse tema foi de uma visita a um templo muito bonito da Fé Bahá'í, localizado na cidade de Haifa, em Israel, fruto da minha viagem de estudos àquele país. E é justamente na Fé Bahá'í  que me baseio nesse artigo, pois se trata de uma religião monoteísta fundada na Pérsia do século XIX que enfatiza a unidade espiritual da humanidade. Trata-se de uma religião independente que possui as suas próprias leis, escrituras sagradas, administração e calendário. Interessante é que ela não possui dogmas, clero, nem sacerdócio.

Estima-se que existam cinco a seis milhões de Bahá'ís espalhados por mais de 200 países e territórios. O que me chamou a atenção nessa religião, além do enfoque da alma, é que ela atribui grande importância ao conceito de unidade das religiões. A palavra deriva do termo árabe "Bahá", que significa glória ou esplendor.

Para os Bahá'ís, a história religiosa da humanidade é vista como um processo de desenvolvimento gradual, em que surgem diversos Mensageiros Divinos com ensinamentos adequados às necessidades de cada momento e à maturidade de cada povo. Esses mensageiros incluem Krishna, Abraão, Buda, Jesus, Maomé e, mais recentemente, O Báb e Bahá'u'lláh. Segundo os ensinamentos dessa religião, a humanidade encontra-se num processo de evolução coletiva a caminho de uma civilização mundial, e as suas necessidades atuais centram-se, essencialmente, no estabelecimento gradual da paz, justiça e unidade a uma escala global. Bonito, não é mesmo?

Mas, voltemos ao nosso tema, retornemos à alma. Para refletir sobre tema tão importante, a grande maioria das religiões usam metáforas, que é uma ponte poética para alcançar o entendimento de forma simples e eficaz. A Fé Bahá'í tem uma simplesmente maravilhosa que compara o corpo físico a uma gaiola e o espírito a uma ave que habita nela.

“Imaginar que o espírito pereça ao morrer o corpo, é como imaginar que o pássaro morra ao quebrar-se a gaiola”, diz o ensinamento Fé Bahá'í. Que continua: “Nosso corpo é apenas a gaiola, enquanto que nosso espírito é o pássaro. Nada tem o pássaro que temer com a destruição da gaiola”. Enfim, para os Bahá'ís, a alma é livre das limitações impostas pela matéria.

E sendo assim, talvez para alguns, as aves são símbolos que sempre nos recordam que um dia chegará a sua hora de voar, a minha hora de seguir a jornada, deixando esse plano denso e tridimensional, para ir para outro plano mais sutil.

Caso essa metáfora dos Bahá'ís  esteja em harmonia com o que É, poder-se-ia dizer que o corpo, frágil argila, sofre os efeitos do tempo; já a alma, puro sopro, é eterna. Em resumo, a existência acaba, ao que muitos falam de morte, mas a vida, essa é infinita.

Se realmente for assim, se não em totalidade, mas parcialmente, que aproveitemos, então, nossos breves e incertos dias para alimentar nossa alma com coisas da alma, assim como nos preocupamos tanto em alimentar o corpo com coisas do corpo.

É assim como o mundo me parece hoje. E você, qual sua reflexão sobre alma?

Beto Colombo

Voltar para Café com Mistura

5 Comentários para "Alma"

  • Betinho Gaúcho - 10/11/2012

    Prezado Beto,
    Eis aqui mais um belo texto onde fomentas o nosso pensar e instigas a rebelião nas cercanias dos nossos acomodados e/ou "convictos" pensamentos sobre a transcedentalidade.
    Vejo a Fé Baha'i como apenas mais uma fé. Apenas isso. Apesar das boas metáforas e, até certo ponto, ingênuas boas intenções da gradual paz mundial, justiça e unidade global..
    Tu, no decorrer do texto, perguntas:"Bonito, não é mesmo?" Sim, bonito! Mas, mais um delírio, dos muitos que as "religiões' pregam. Apenas isso!
    Penso que estamos(a humanidade), ainda, numa brutal ignorância no tocante às coisas e causas humanas que precisamos apegar-nos a toda sorte de muletas e amuletos para tocar nossas vidinhas de 'frágeis argilas' com um mínimo de entusiasmo durante os 60/70/80 anos de nossa existência. E, na ânsia de uma pretensa 'eternidade', por não aceitarmos a realidade, nos entregamos a devaneios bitolantes, caríssimos ( economicamente falando) e desnecessários. Tudo poderia ser mais simples e descomplicado, tchê!!! Bastaria que, para isso, aceitássemos a realidade e desde nossa primeira infância já fossêmos educados para tal...
    Obrigado por este sempre democrático espaço de reflexão. Parabéns pelos belos textos com que nos brindas todos os dias e continues a nos instigar no pensar rumo à evolução humanista!!!
    Abraços do,
    Betinho Gaúcho.

  • Ivanete March - 05/11/2012

    Oláá! Também não distingui muito "essa diferença", cfe. Leonardo expressou...se é que há diferenças. Porém, acho que de uma forma ou outra, todos querem "acompanhar" a um só rítimo...sendo assim, aceitando-se tudo! Mas não é bem por aí...A fé de Bahá'í me lembrou da fé ao deus de Baal (bíblico- do povo que adorava a outros deuses)...complicado, não? Porque complicar se é tão simples?? São lindas palavras ao que eles expressam, principalmente quanto a comparação "imaginar que o espírito pereça ao morrer o corpo, é imaginar que o pássaro morra ao quebrar-se a gaiola". A necessidade de cada momento, a qualquer "ser" , é única, é de um Deus único a ser adorado, amado! E mensageiros divinos..pra mim...são anjos, (apocalípse define bem onde a "civilização mundial" vai/quer chegar).
    "minha opinião"
    Paz a todos..
    Ivanete

  • Daiane - 05/11/2012

    Muito semelhante aos ensinamentos de kardec, que por sinal, são anteriores a esta "religião".

  • Charles Jacinto - 06/05/2012

    Bom dia, sábias palavras, quem sabe uma pesquisa na FÉ BAHA'I ajude a todos a superarem o medo da morte...

    Charles!

  • Leonardo Machado - 04/05/2012

    muito interessante a religião dos Bahá's.
    Porém, não consegui perceber qual a diferença entre esta crença e o que diz o espiritismo, pois, ao que me parece falam a mesma coisa.
    Um grande abraço

Deixe um comentário

Anjo Tintas e Solventes

Beto Colombo ©. Todos os direitos reservados

Desenvolvimento Burn web.studio
Carregando Dados...