Ir direto para o Conteúdo

Beto Colombo

Artigos

Cadê a Humanidade?

Deixe um comentário
Cadê a Humanidade?

Querido leitor, que você esteja bem e em paz! Tenho me observado que de um tempo para cá tenho ficado mais desperto, mais aberto ao detalhe, ao novo, ao diferente, ao transformador. Nesse sentido, quero relatar mais uma simples e profunda experiência, que foi a de ler uma frase pichada embaixo da ponte que leva a praia de Cacupé, em Florianópolis. Em tempo, vale lembrar que sou contra qualquer tipo de depredação do patrimônio público e, pelo que me consta, pichar também é depredar.

Mesmo com essa ressalva, não pude deixar de ler. Dizia a frase: “Vejo homem, mas cadê a humanidade?”. Nossa! Essa frase entrou como uma flecha dentro de meu ser e foi direto ao coração. Logo lembrei de Gurdjieff que dizia: “Não nascemos humanos, nos transformamos”.

Vale lembrar que a palavra humano vem de húmus, ou seja, esterco, terra boa, terra fértil. O que corrobora com o que diz o livro do Gênesis, “da terra viestes, pra terra voltarás”.

Se isso realmente ocorrer, ou seja, voltaremos todos para o lugar de onde viemos, então para que tanta prepotência, tanto orgulho, raiva ou ódio? Para que, se todos, sem distinção de cor, sexo, conta bancária, sobrenome ou nacionalidade, absolutamente todos, seremos acolhidos no ventre da mãe terra?

Como seres humanos, as estatísticas nos mostram  que nós produzimos o número de grãos suficientes para que nenhum ser humano passe fome. Mas como sabemos, há milhões de pessoas que morrem de fome em nosso planeta. Cadê a humanidade?  - pergunta a frase.

Talvez o poeta tenha a resposta: “O bicho, meu Deus – que come detritos no meio do lixo. O bicho, não era um cão. Não era um gato. Não era um rato. O bicho meu Deus, era um homem!”...

É assim como às vezes vejo o homem hoje, mas cadê a humanidade?

E você, como vê o homem, como sente a humanidade?
_________________________________
Artigo veiculado na Rádio Som Maior FM no dia 27/12/2013

Voltar para Café com Mistura

Deixe um comentário

Anjo Tintas e Solventes

Beto Colombo ©. Todos os direitos reservados

Desenvolvimento Burn web.studio
Carregando Dados...