Ir direto para o Conteúdo

Beto Colombo

Artigos

Caminho da Ilha de SC

Deixe um comentário

Ouça o audio deste artigo

Caminho da Ilha de SC

Nos dias 11 a 18 de junho, percorri com o amigo Mhanoel Mendes, um caminho que havia planejado há anos, a volta a ilha de Florianópolis. Durante oito dias, caminhamos 188 quilômetros saindo da figueira da praça XV, no centro da capital, indo até a praia da Daniela, depois Ingleses, Barra da Lagoa, Campeche, Armação, praia da Solidão, Ribeirão da Ilha e novamente, no sábado dia 18, retornamos à praça, onde tudo começou, e abraçamos a figueira centenária. Veja algumas fotos desta caminhada clicando aqui.

Gosto muito de fazer caminhadas mais longas, com vários dias, muitas noites. Do contato com a natureza, com o ar, o cheiro das flores. De matar a saudade das conversas com os colegas de caminho, com os nativos e com o inusitado que pode ocorrer a cada passo, a cada encontro.

Sempre gostei de caminhar e encontrei nela uma forma de lutar contra minha genética de estar acima do peso e de combater o colesterol. Mas, caminhando achei uma razão infinitamente maior, que é viver no tempo real da vida. A cada passo aprendi a simplicidade e a profundidade das coisas.

Já fiz duas vezes o caminho de Santiago, já fui a Machu Picchu, fui a pé até Madre Paulina, agora foi a vez da ilha de Florianópolis. Minha alegria é indizível, meu entusiasmo se compara ao da criança que esperava o presente na noite de Natal. Estes são sentimentos que servem de termômetro: estou vivo. Mais do que isso: estou vivendo!

Sou um peregrino, um sonhador, um buscador, alguém que busca seu eu. Caminhando, descobri que o caminho não é chegar, que o mais importante que o destino é viver intensamente o caminho. Que o caminho se faz caminhando dia-a-dia, hora a hora, passo a passo, tudo no ritmo de cada coisa, sem atropelos. 

Avião, carro, lancha, trem, moto e todas as opções de mobilidade necessárias eu conheço e utilizo com sabedoria. Mas quando me sinto já sem paciência, quando percebo que estou querendo que a banana amadureça mais rápido, quando percebo que o tempo aumentou de velocidade, não penso duas vezes. Penduro uma mochila nas costas e saio por aí, neste mundo de Deus buscando novamente me reconectar. Feito isso, volto fortalecido para mais algum tempo com clareza, sobriedade e discernimento.

Eu me identifico com as caminhadas, mas não precisa ser caminhada. Talvez cada um pudesse descobrir qual sua prática corporal ideal e se reconectar com seu corpo, sua mente e seu espírito.

O Caminho da Ilha é indescritível, talvez não consigo expressar em palavras escritas, por isso convido você a ouvir esta entrevista que está no início do texto. Ali consigo expressar um pouco os sentimentos que vivi.

Estamos Juntos!

Voltar para Café com Mistura

5 Comentários para "Caminho da Ilha de SC"

  • Magnus Casara - 27/06/2011

    Beto,
    Parceiro Caminhante, curti demais a oportunidade de compartilharmos este Caminho da Ilha - Edição Inverno 2011. Obrigado por suas palavras sábias, simples e verdadeiras, pela camaradagem, pela alegria, pela cumplicidade ! Podemos dizer que fomos comPANheiros e VINOteiros !!! Hoje além de Peregrino, posso dizer que tb sou um Caminhante, sendo que mais uma vez mostrou-se que o objetivo não era a Catedral ou a Figueira , e sim todo o CAMINHO ! Um abraço apertado, tchê ! MAGNUS , Peregrino e Caminhante !!!

  • Artemio Cardoso - 27/06/2011

    Parabéns Beto, conseguiste passar a emoção do caminho volta a Ilha. Nós vivenciamos, assim foi mais fácil entender o quanto nos tocou, o quanto nos emocionou as belezas ainda escondidas da nossa Ilha de SC.
    Abç
    Artemio

  • Roberta - 27/06/2011

    Grande Beto, companheiro dessa caminhada ao redor da Ilha da Magia, obrigada pela excelente companhia nesses 8 dias de caminhada, compartilhando aquele visual incrível e momentos de muita alegria e emoção. As fotos traduzem um pouco do que vimos e também o sentimos. Ficaram ótimas. Parabéns pela entrevista na rádio, muito bacana. Grande abraço a você e ao Mhanoel!!!!

  • Adilson Ribeiro - 24/06/2011

    Enquanto olhava as fotos dignas de cartao postal,fiz minha caminhada particular retornando ao caminho que voces fizeram,imagino que tenha sido mesmo um Caminho indescritivel nao conseguindo expressar em palavras escritas,imagino tambem a Maravilha de Experiencia,Parabens a Coragem de ter feito um Caminho deste.

  • Albertina - 23/06/2011

    Querido Beto, parabens a vc e ao Manoel Mendes, obrigado pela aportunidade de caminhar com vocês atraves das belíssimas fotos. Resumo meu comentário nas fotos de nº 6,16,29 e 45. Já ministrei mais de 1000 (mil) palestras nas empresas nas semanas CIPA ou CIPAT e sempre termino a minha fala com uma foto idêntica a de nº 6,14 ou 60, expressam tudo.
    Att. Albertina Manenti Silvestrini

Deixe um comentário

Anjo Tintas e Solventes

Beto Colombo ©. Todos os direitos reservados

Desenvolvimento Burn web.studio
Carregando Dados...