Ir direto para o Conteúdo

Beto Colombo

Artigos

Ouça o audio deste artigo

Confiar é um verbo no infinitivo e isso não tem nenhuma novidade. A novidade aqui vem do seu significado, que é “com-fiar”, ou seja, “fiar” “com”. Muito oportuno este tema. Carlos Drumond de Andrade escreveu que “a confiança é um ato de fé, e esta dispensa raciocínio”.

No Caminho de Santiago de Compostela, trilha milenar e mística que fiz duas vezes, vemos em muitas igrejas, bancas de livros e uma caixa de papelão com os dizeres: pegas o que necessitas e pague aqui. Isso mesmo, você compra os livros e deixa o dinheiro numa caixa de papelão e não tem ninguém para conferir ou vigiar. Os padres e as freiras confiam nos compradores.

Lembro-me da minha infância quando eu ia ao armazém do Seu Vitório fazer compras com a caderneta. Tanto a mãe confiava no seu Vitório, tanto este confiava em nossa família. Que coisa legal!

Outro exemplo. Nos Estados Unidos, não entendia aquelas caixas automáticas que vendem jornais. É só colocar uma moeda, a tampa se abre e você pega seu jornal e sai, embora você possa pegar mais de um exemplar, porque não tem ninguém para vigiar ou conferir, eles confiam nos compradores.

Na Finlândia existe uma sociedade que tudo parece funcionar, desde ruas limpas até os horários. 

Nós aqui, na maioria das vezes, não confiamos em processos, quando muito confiamos em algumas pessoas. Precisamos de um líder virtuoso ao qual atribuir poderes e direito, ou seja, um líder que leve todos ao paraíso. Vejam só: Como disse ante Carlos Drumond “confiança é um ato de fé e dispensa raciocínio” se ele estiver com a razão então isso se torna muito perigoso: Onde será que nossos líderes nos levarão? 

Hoje estamos diante de uma situação que nos exige confiança cada vez maior e ela se apresenta muitas vezes inconfiável. Pense comigo: Você confia no governo local, no estadual e nacional? Você confia no seu gerente? Você confia no seu diretor? Você confia nos nossos processos, nas nossas leis, na transparência das transações? Afinal, em que você confia?

É assim como o mundo me parece hoje. E você, o que pensa sobre confiar?
______________________________________________________
Artigo veiculado na Rádio Som Maior Premium no dia 13/12/2011 e publicado no Jornal A Tribuna no dia 14/12/2011
Voltar para Café com Mistura

2 Comentários para "Confiar"

  • jorge - 14/12/2011

    ainda hà esperaça,eu acredito da formação do carater e dos valores que foram colocados por nossos pais,a preucupação naquele tempo não éra só bens materiais,a maior preucupaçào deles éra nos tornar pessoas de bem,honestas e responsaveis pois só assim nos tornaria-mos pessoas confiáveis. Hoje o que nos vemos é o contrario,o que me parece é que a maioria das pessoas estão valorizando é a posição social e esquecendo os valores moráis,desta forma com certeza haverá falhas de carater.

  • Albertina Manenti Silvestrini - 09/06/2011

    Prezaso Beto, sou sua conterrânea nasci e residi muitos anos no Distrito de Rio Maina, No seu artigo " confiar", me trouce lembranças maravilhosas de minha infância e adolecência, popis meu saudoso pai, Sr. Vergínio Manenti que tambem tinha seu labor como comerciante, usava o método da caderneta, onde era registrada as compras, e ali havia uma confiança mútua, que como vc coloca "é um ato de fé que dispensa raciocínio"- Drumond de Andrade.-. No poema "O Menentrel", , tambem intitulado "Um dia você aprende...Que tem uma frase maravilhosa e verdadeira , que coloca "você descobre que se leva anos para construir confiança e apenas segundos para destrui-la..." Realmente a palavra confiar hoje nos faz muito falta, significado extreemamente forte e poderoso.

Deixe um comentário

Anjo Tintas e Solventes

Beto Colombo ©. Todos os direitos reservados

Desenvolvimento Burn web.studio
Carregando Dados...