Ir direto para o Conteúdo

Beto Colombo

Artigos

Fábulas

Querido leitor, que você esteja bem e em paz. Você, como atento leitor, sabe que sempre gostei de metáforas, de parábolas, de fábulas. E sempre que possível vou continuar trazendo.

Fábula, como sabemos, é uma composição literária em que os personagens são em boa parte das vezes animais, objetos ou elementos da natureza como terra, fogo, água e ar, geralmente estes apresentam características humanas.

Nas fábulas aparecem animais e objetos que falam, que têm costumes humanos e assim por diante. As fábulas,  comumente, são ou foram feitas para crianças e terminam com um ensinamento moral de caráter instrutivo, mais ou menos assim.

A cigarra e a formiga, a raposa e as uvas, a lebre e a tartaruga, o leão e o ratinho, entre tantas outras, são exemplos de fábulas que me refiro.

Gosto muito de fábulas, pois nela tudo pode. É comum um vaso falar com a mesa, o cordeiro se comunicar com o lobo, a formiga reclamar da cigarra. Como disse, gosto dessa linguagem, mas sei que nesse mundo cartesiano de mentes quadriculadas, algumas pessoas não compreendem essa linguagem e desprezam essas leituras. Uma pena!

Para aqueles que não entendem esse jogo de linguagem, que tal pensar que fábulas são como as piadas? O que se espera de uma piada é que ela provoque riso. Imagine uma pessoa no meio de contadores de piadas em pleno riso, ele pede a palavra e pergunta ao comediante: “Isso que você disse aconteceu de verdade ou você está inventando?”

Fábulas são assim, são jogos de linguagens. Importante dizer que nesse jogo não há verdades, elas apenas foram feitas e são usadas para dar um recado, para educar ou então para esclarecer mais fácil uma situação.

Fábulas são como poesias, elas falam de coisas do coração, elas não seguem uma lógica formal, cartesiana. Assim como as poesias, as fábulas não são para falar de coisas que existem, são? Para mim, poesias são linguagens para falar de beleza, não há ciência, não há lógica e quem as vê são os artistas, na linguagem poética não importa a existência ou não, o que importa é ter beleza.

Querido leitor, dito isso convido você a ler as fábulas vindouras com o coração.

Lembrando que isso é assim para mim hoje.

Beto Colombo

Voltar para Café com Mistura

Deixe um comentário

Anjo Tintas e Solventes

Beto Colombo ©. Todos os direitos reservados

Desenvolvimento Burn web.studio
Carregando Dados...