Ir direto para o Conteúdo

Beto Colombo

Artigos

Juntos Somos mais Fortes

Deixe um comentário
Algumas vezes entramos numa conversa para debater ou discutir, vamos armados com coisas indiscutíveis, aquelas que não são negociáveis. E é aí que mora o perigo, é aí que impedimos o que nos levaria ao pensamento coletivo. Muitos não abrem mão do que está encravado em suas mentes como carimbo para ser dialogado, mesmo que seja para o bem comum.

Alguns defendem seus agendamentos com unhas e dentes sem saber o real significado daquele agendamento e também por qual razão foi agendado.

As religiões e a política são dois dos muitos exemplos. Quem foi que convenceu você que o partido em que você vota é o ideal? Alguém rotula e passamos a defender nossa religião, nosso partido político, nosso time de futebol como nossa própria vida. Olha o exemplo das torcidas organizadas!

No mundo dos negócios não é diferente. Alguns executivos defendem suas ideias inegociáveis, antigas, retrógradas e que não funcionam mais na gestão cibernética e participativa. Às vezes defendemos nossas premissas básicas desenvolvidas lá na infância e na juventude talvez por nossos professores, família e literatura com fanatismo e não percebemos, pois estamos anestesiados, que caímos numa armadilha conceitual.

Eu vejo que estamos agindo num modelo de colisão. Nossa premissa tácita é que somos indivíduos separados e precisamos construir uma coalizão. É provável que precisemos sim criar o pensamento coletivo, pois se as pessoas pensarem juntas de forma coerente, isso tem um tremendo poder. 

É assim como o mundo me parece hoje. E você, o que pensa sobre isso?
_____________________________________________________________________________________________________________________
Artigo veiculado na Rádio Som Maior Premium no dia 06/06/2011 e publicado no Jornal A Tribuna no dia 07/06/2011.
Novos artigos neste espaço a partir de março de 2012.
Voltar para Café com Mistura

1 Comentários para "Juntos Somos mais Fortes"

  • Leandro - 06/06/2011

    Acredito que devemos parar e pensar para aprendermos a nós amar, ao invés de ficarmos rotulando nossa felicidade em ter, devemos parar e pensar como amar, como respeitar, como tolerar.
    Em certos momentos da minha curta e rara existência encontro-me frente a frente ao espelho da alma do questionamento e pergunto-me.
    Afinal, onde está a verdadeira Felicidade para nós?
    Sinceramento querido Beto, não me deixo iludir com a falsa felicidade que o mercado nos alimenta de pensamentos de necessidade vinculados a felicidade!
    Mas será que é assim para todos?
    Claro que não!
    Fico pensando, será que estamos valorizando somente aquilo que está com etiqueta, e esquecemos do que realmente tem valor para esse curto tempo de existência que nós é dado para evoluir?
    Muitas e muitas pessoas esquecem que a amizade, o amor, a afeição, o carinho, o sorriso e um abraço de uma criança, não se compra, pois não tem valor monetário são sim presente de deus.
    Será que estamos esquecendo de tudo isso.
    é assim como a vida me parece hoje querido Beto.
    Estamos juntos sempre....

Deixe um comentário

Anjo Tintas e Solventes

Beto Colombo ©. Todos os direitos reservados

Desenvolvimento Burn web.studio
Carregando Dados...