Ir direto para o Conteúdo

Beto Colombo

Artigos

Mundo Pequeno

Deixe um comentário

Ouça o audio deste artigo

Querido leitor, que você esteja bem. Hoje vamos falar sobre mundo pequeno. 

Estávamos no ano de 2002, ocasião em que resolvemos reunir a família Colombo aqui no sul de Santa Catarina e, em função do evento, pretendíamos montar a árvore genealógica. Para surpresa dos organizadores, descobrimos que os Colombo de Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná vinham da mesma árvore de irmãos e primos de primeiro grau e, provavelmente, os Colombo dos demais estados como Rio de Janeiro, São Paulo e também do centro-oeste, provavelmente vêm da mesma árvore aportada em 1891 no Brasil. 

Até aqui nada de novo. Minha surpresa foi quando chegamos na árvore da minha avó paterna Pierina Uggioni,  quando constatei que ela era prima irmã de Antonio Uggioni, avô da minha companheira Albany. Mas minha surpresa ficou ainda maior quando liguei os fatos: se eles são primos de primeiro grau, logo, Albany e eu também somos primos.

Há alguns dias fui a São Paulo num Workshop e, aleatoriamente, sentei em uma mesa com mais sete pessoas. Ao nos apresentarmos uns aos outros, veio a surpresa: um colega de mesa, morador em Ariquemes (RO), região norte do Brasil, apresentou-se como Agenor Biava. Disse-lhe que também havia família Biava no sul do Brasil. De pronto ele disse: “Meu avô era de Nova Veneza, cidade no sul de Santa Catarina”. Em resumo: seu avô era primo irmão de minha avó materna Regina Biava, e aquele com quem dividia a mesa era um primo até então desconhecido. “Que mundo pequeno”, concluímos.

Nas festas, provavelmente, você já descobriu ter vínculos surpreendentes com uma ou mais pessoa sem saber: um amigo em comum, um colega com quem trabalhou. Muitos desses casos não passam de coincidências ou apenas o resultado de pessoas com formação similares se movendo nos mesmos círculos. Apesar disso, ainda resta um número significativo de vínculos assombrosos que levam as pessoas a balançar as cabeças e refletir: “mas que mundo pequeno”. 

Pois é! A ciência já estudou esse fenômeno. Você já ouviu falar da “teoria do mundo pequeno?” Nela, os matemáticos Ducan Wats e Steve Strogatz, da universidade de Cornel, usaram em 1998, simulações de computador para mostrar que apenas um número de conexões aleatórias de longo alcance é suficiente para transformar uma imensa rede de pessoas em um mundo pequeno. Eles relatam nessa teoria que cinco postagens são suficientes para alcançar qualquer pessoa num país de 200 milhões de habitantes e que uma postagem a mais seria necessária para alcançar qualquer pessoa na terra. Que mundo pequeno! 

Surpreso? Quer conhecer essa teoria? Ela está no livro de Robert Mattheus - “25 Grandes Ideias. Como a ciência está transformando nosso mundo”.

Recentemente, filosofando sobre essa teoria, veio a dúvida de um colega: “Como chego até o presidente dos Estados Unidos em cinco pessoas então? Simples! Quer ver? Você conhece algum deputado que conhece a Dilma ou o Lula? Sim concluiu ele. “Conheço o Décio Góes, que conhece o Lula e o Lula conhece o Barak Obama”. Que mundo pequeno. E aqui vem uma pergunta importante sobre esta conclusão: para que serve isso?

Para a ciência, isso é de fundamental importância em casos de epidemias entre tantas outras.  Na economia, as grandes redes usam para vender seus produtos. Há uma empresa de cosméticos conhecida que ganha milhões explorando a teoria do mundo pequeno. Que coisa não?

É assim como o mundo me parece hoje. E você, já pensou sobre a teoria do mundo pequeno?
______________________________________________________
Artigo veiculado na Rádio Som Maior Premium no dia 26/10/2011 e publicado no Jornal A Tribuna no dia 27/10/2011
Voltar para Café com Mistura

2 Comentários para "Mundo Pequeno"

  • Julia Pacheco - 28/10/2011

    Boa tarde,

    Que cultura de almanaque de farmácia, somente na falta de assunto para colocar no ar um texto desse tipo, filosofia de boteco, mas cada qual com sua opinião e respeito a individualidade das pessoas, e isso é como (Albertino)Beto Colombo vê o mundo, pelo menos você deixou esse espaço democrático para que as possoas possam escrever o que pensam também.

    Abraço!

  • Raquel - 27/10/2011

    Boa tarde!
    Simplesmente d+ esse texto... ouvi vc na rádio, mas tiver que voltar pra ler... muito bom mesmo.

    Beto, vc poderia ver para colocar um link para curtir no facebook a sua pagina.. assim, quando alguém "curtir".. vai para o facebook... eu por exemplo gostaria de compartilhar com meus amigos e conhecidos os seus textos.

    Abraços

    Raquel

Deixe um comentário

Anjo Tintas e Solventes

Beto Colombo ©. Todos os direitos reservados

Desenvolvimento Burn web.studio
Carregando Dados...