Ir direto para o Conteúdo

Beto Colombo

Artigos

Para Viajar basta Existir

Deixe um comentário

Ouça o audio deste artigo

Para Viajar basta Existir

Querido leitor que você esteja bem. Existem muitas formas de se aprender, lendo, assistindo filme, conversando, participando de palestras, seminários e debates. Enfim, há muitas fontes para quem tem sede de ser.

Em uma dessas viagens, deparei-me com uma frase escrita na parede de um albergue, em Barcelona, na Espanha. Dizia ela: “A melhor universidade é viajar”. E era justamente o que estava fazendo naquele momento.

E não precisa se esforçar muito para justificar esta frase. É só pegar um barco e ir a Parati, no Rio de Janeiro. Lá mora Amyr Klink, o autor dessas frases: “Um homem precisa viajar por sua conta, não por meio de histórias, imagens, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu. Para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor. E o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser. Que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos e simplesmente ir ver”.

Esta viagem é longa, às vezes alegre, às vezes triste, mas vale a pena. E, na visão do escritor português José Saramago, a viagem não acaba nunca. Para ele, “só os viajantes acabam. E mesmo estes podem prolongar-se em memória, em lembrança, em narrativa. O fim de uma viagem é apenas o começo de outra”, pondera o escritor português, que aponta algumas necessidades: “É preciso ver o que não foi visto, ver outra vez o que se viu já, ver na primavera o que se vira no verão, ver de dia o que se viu de noite, com o sol onde primeiramente a chuva caía, ver a seara verde, o fruto maduro, a pedra que mudou de lugar, a sombra que aqui não estava. É preciso voltar aos passos que foram dados, para repetir e para traçar caminhos novos ao lado deles. É preciso recomeçar a viagem. Sempre.”

A melhor universidade é viajar. E para viajar, lembra Fernando Pessoa, “para viajar basta existir”.

Lembrando que isso é assim para mim hoje.

Beto Colombo

Voltar para Café com Mistura

1 Comentários para "Para Viajar basta Existir"

  • Jandira - 14/06/2013

    Ola amigo Beto, hj lendo seu artigo viajar e preciso.
    A intercessão e fantástica, olha só estamos em Barcelona tudo aqui e grandioso lindo, fomos visitar vários lugares que mostram o poder político e religioso , estivemos na igreja onde Cristovom Colombo foi recepcionado pelos Reis quando retornou da viajem das Américas . Vila olímpica, etc , e tudo muito lindo , tem uma energia estar aqui , sim e diferente voce viver voce ler assim eu sinto! Obrigado por partilhar suas vivências, eu e João sempre acompanhamos seus escritos. Abraço afetuoso !

Deixe um comentário

Anjo Tintas e Solventes

Beto Colombo ©. Todos os direitos reservados

Desenvolvimento Burn web.studio
Carregando Dados...