Ir direto para o Conteúdo

Beto Colombo

Artigos

Ponto Negro

Deixe um comentário

Ouça o audio deste artigo

Ponto Negro
Querido leitor, hoje vou comentar sobre o ponto negro. Recebi um e-mail e gostei tanto que repasso a você neste momento. De acordo com a mensagem, certo dia, um professor chegou à sala de aula e disse aos estudantes para se prepararem para uma prova relâmpago. Essa era uma prática incomum, pois sempre que tinha alguma avaliação, ele avisava com antecedência. Todos acertaram suas filas, aguardando, assustados, o teste que viria.

O professor foi entregando, então, a folha da prova com a parte do texto virada para baixo, como era de costume. Depois que todos receberam, pediu que desvirassem a folha. Para surpresa de todos, não havia uma só pergunta ou texto, apenas um ponto negro no meio da folha. O professor, analisando a expressão de surpresa que todos faziam, disse: - Agora, vocês vão escrever um texto sobre o que estão vendo.

Todos os alunos, confusos, começaram então, a difícil e inexplicável tarefa. Alguns escreviam sobre a surpresa do mestre, outros sobre a surpresa da avaliação, houve alguns que sequer escreveram, pois ficaram parados, atônitos. Mas, sem dúvida, a grande maioria escreveu sobre o ponto negro na folha.

Terminado o tempo, o mestre recolheu as folhas, colocou-se na frente da turma e começou a ler as redações em voz alta. A maioria, então, definiu o ponto negro, tentando dar explicações por sua presença no centro da folha.

Terminada a leitura da última redação, com a sala em silêncio, o professor começou a explicar: - Esse teste não será para nota, apenas serve de lição para todos nós, sem exceção. Praticamente ninguém na sala falou sobre a folha em branco. Todos centralizaram suas atenções no ponto negro. Assim, muitas vezes acontece em nossas vidas. Em certas ocasiões temos uma folha em branco inteira para observar e aproveitar, mas sempre nos centralizamos nos pontos negros.

Disse o professor: - A vida é um presente dado a cada um de nós, com extremo carinho e cuidado. Temos motivos para comemorar sempre! A natureza que se renova, os amigos que se fazem presentes, o emprego que nos dá o sustento, os milagres que diariamente presenciamos. No entanto, alguns de nós insiste em olhar apenas para o ponto negro. O problema de saúde que nos preocupa, a falta de dinheiro, o relacionamento difícil com um familiar, a decepção com um amigo.

Os pontos negros são mínimos em comparação com tudo aquilo que temos diariamente, mas em muitas ocasiões são eles que povoam nossa mente. Talvez devêssemos tirar os olhos fixos dos pontos negros de nossas vidas e abri-los para a página em branco que se apresenta a cada manhã.

É assim como o mundo me parece hoje. E você, o que pensa sobre o ponto negro?

Beto Colombo
Voltar para Café com Mistura

7 Comentários para "Ponto Negro"

  • Tiago Duminelli - 28/01/2014

    Parabéns, como sempre grande texto para uma grande reflexão, muitas vezes o foco esta no problema e não na solução....

  • Jossuan Diniz - 28/01/2014

    Incrível como o que precisamos ouvir (ou será o que gostaríamos ouvir) chega no momento oportuno. Obrigado Beto!

  • Jandira - 21/09/2012

    Esse texo é uma bela informação dirigida que pode quebrar armadilhas e libertar o olhar ...
    Obrigado Beto por partilhar,
    Jandira

  • Luiggi S Pontes - 20/09/2012

    Boa noite Beto!

    Esse seu texto de hoje vai fazer eu dormir mais relaxado, pois tirei o foco do ponto negro.

    É vivendo e apreendendo.

    Parabéns pela reflexão!

    Abraços!

    Luiggi S Pontes

  • Marilene Mezzari Csunderlick - 19/09/2012

    Ótimo artigo. Perdemos tanto tempo em resolver um ponto negro, quando há uma folha em branco para solucionar, criar e quem sabe achar a resposta para desvendar o tal ponto negro. Muito bom.

  • dxFStKbyWpPNBC - 10/05/2012

    Hi James,Very nice webadsite you have. It does look like candy with all these treats on it. Thanks for the comadments on my blog about the Dreamweaver csruoe i’m going to take. Appreciate your feedadback and you make me curiadous about CSS & Html now. Thanks.Chow from a Newbie.

  • Albertina Manenti Silvestrini - 24/10/2011

    Olá Beto, muito linda a reflexão, pois mostra que a gente tem costume de olhar os defeitos dos outros muito mais do que apreciar suas qualidades. Ás vezes fizemos da manchinha escura algo maior do que ela realmente é. Mudar nossa postura, nossa visão diante das coisas, pessoas e acontecimentos deve ser um exercício diário. A questão é realmente ampliar o olhar, enxergar o próximo, ser grato a Deus. aos amigos, as oportunidades, a vida!. É exatamente assim que vejo.

    Um abraço,
    Albertina

Deixe um comentário

Anjo Tintas e Solventes

Beto Colombo ©. Todos os direitos reservados

Desenvolvimento Burn web.studio
Carregando Dados...