Ir direto para o Conteúdo

Beto Colombo

Artigos

Preparado para Morrer

Deixe um comentário

Ouça o audio deste artigo

Preparado para Morrer

Querido leitor, paz! Nosso tema hoje é sobre decidir morrer. Há meses venho acompanhando um partilhante em Florianópolis. Está em estado bastante avançado de câncer e tem consciência de que tem poucos meses de vida. Um exemplo de garra e de determinação no que se refere a enfrentar sua questão de vida e de morte. 

Aposentado com uma confortável tranquilidade econômica, ele se diz um católico, apostólico, romano e praticante. Durante o tempo em que ainda tinha saúde, sempre se doou à religião e aos trabalhos como catequeses, grupos de casais, retiros, ministro da Eucaristia. Realmente uma pessoa do bem, da luz. 

Depois que descobriu o câncer ele me disse que se transformou em outra pessoa. Na verdade, confidencia, acessou uma outra pessoa que estava latente nele. “Transformei-me num bicho acuado que busca alimento, só que aqui, nesta situação, busco a cura”, explicou-me. 

Até aí, tudo bem, tudo certo. Se não fosse a ideia errônea, na sua cabeça, de buscar vida em outras possibilidades oferecidas pela sociedade em geral que não seja a recomendada pela sua religião. Ele me disse meio que se penitenciando que havia viajado longe em busca da sua cura, sem sucesso até então. Foi, inclusive, fazer cirurgias espirituais fora do país. “Queria tentar me reconectar novamente com a vida, queria uma nova chance”, repetiu meu partilhante várias vezes. 

Diante do fato concreto de que os exames comprovavam que o câncer aumentava e ele sentia o resultado na sua saúde física, em sua performance diária, rendeu-se a realidade e estava administrando seus dias de vida sem pensar na morte. “Um dia de cada vez”, vibrava ele. 

Mas o fato dele ser católico praticante era o que mais lhe incomodava, já que saiu da sua conduta para buscar esperança em outras fontes. Depois de vários encontros, ele mesmo lembrou que mais do que algumas religiões, alguns religiosos ameaçam caso a exclusividade seja questionada. Ele fez uma retrospectiva de sua vida e do que está escrito no livro Sagrado: “Existem muitas moradas na casa de meu Pai”. 

Depois de passar pelos processos de negação, revolta, busca e conforto pela situação, ele agora já fala que a vida lhe deu muitas coisas boas e está preparado para passar para outra existência, já aceita a morte como algo natural. Isso se deu, principalmente, depois dele perder o medo do que fez na busca pela vida, indo atrás de outras curas. Isso ocorreu em seguida ao entendimento de que o que ele fez não é pecado, não avilta suas crenças e nem depõe contra sua história. 

Ele, mais leve e puro, decidiu que já pode morrer. O que há de se fazer a não ser respeitar sua decisão? “Não quero morrer”, alerta ele, explicando que “a morte vai me encontrar assim mesmo. Mas sei que, agora, já estou preparado para ela”. 

“Eu perdi o meu medo da chuva, pois a chuva voltando pra terra pras coisas do ar; aprendi o segredo da vida, vendo as pedras morando sozinhas no mesmo lugar”. 

É assim como o mundo me parece hoje. E você, o que pensa sobre já estar preparado para morrer? 
_________________________________________________
Artigo veiculado na Rádio Som Maior FM no dia 27/04/2012 e no Jornal A Tribuna no dia 28/04/2012.

Voltar para Café com Mistura

7 Comentários para "Preparado para Morrer"

  • Ivanete - 01/05/2012

    Olá! É sim, quando perdemos o medo, a paz nos "tranquiliza", por assim dizer.Concordo com a opinião do leitor Jorge...(é isso aí Jorge); sobretudo o tempo está "curto" pra todos! Nesta correria "desgastante"; somos atribulados e nos "condicionamos" a máquinas e não a seres humanos, filhos do Criador, Pai de Jesus que logo, logo estará voltando.
    Mas ainda há tempo, um pouquinho mais de tempo para nos prepararmos... E por mais que nos deparamos com essas situações, o Criador nos mostra muitas coisas sim, especialmente o "não abandono" Dele, o não abandono da vida, pois Jesus é o caminho, a verdade e a vida; aqui e depois(quando em sua volta/vida eterna). E mesmo que, neste breve espaço de tempo, venhamos a partir antes..."Quem crê em mim, ainda que morra, viverá", mas nem por isso deixaremos de lutar...pela vida! Por esta dádiva que Deus nos deu!
    E ele está certo quando cita o livro Sagrado no que diz: "existem muitas moradas na casa de meu Pai". Concluo continuando esse texto maravilhoso, pedindo que lêem êste capítulo (14) de João, do verso 1 ao 15. Isso é pra nós todos queridos! Fiquem na paz! Fiquem com Deus!
    Iva

  • Josefa de Menezes Lopes - 28/04/2012

    Agradeço a Deus,por ter você como amigo da sabedoria e a você por ter este carísma para com todos.
    É querido, não me sinto preparada para morrer.Penso que ainda posso realizar e planejar,muitas e novas buscas.Mas,isto é algo meu e quem mesmo vai decidir é Deus, porque foi Ele quem me deu esta bela vida.Eu apenas estou cuidando dela como missão de cuidá-la para entregá-la,no tempo certo,conforme a vontade do Pai...

  • jorge - 27/04/2012

    se já estamos preparados pra morrer,isso significa que estamos nos entragando,desistindo, facilantando e mostrando o caminho pra morte ,eu nunca vou estar preparado e jámais vou me entregar ,procuramos nos alimentar bem,fazer exercicios,visitas ao medico regularmente,tudo isso para podermos viver melhor e mais tempo,se acaso ficarmos doentes,ainda nos resta duas saidas,acreditar e pedir a Deus por mais uma cura ou então lutar com todas as forças e ganhar tempo pra que Deus mostre aos médicos o caminho da cura,jámais esteja preparado pra morte mas nunca deixe de estar preparado pra lutar pela vida...ainda há muita coisa pra se fazer...

  • Luiz Carlos João - 27/04/2012

    Beto.Parabens,este assunto é por demais comentado,mas tambem muito evitado,foste muito claro na tua reflexão,é exatamente assim que muitos se comportam.E a vida continua.

  • Jovan Sangalli Cenci - 27/04/2012

    Segundo a minha intensa expectação e esperança, de que em nada serei confundido; antes, com toda a confiança, Cristo será, tanto agora como sempre, engrandecido no meu corpo, seja pela vida, seja pela morte...
    Porque para mim o viver é Cristo, e o morrer é lucro.
    Filipenses 1:20-21

  • Ângelo Miranda - 27/04/2012

    Precisamos ter fé em Deus e em tudo o que ele nos deu. Só assim entenderemos que a morte não é algo aterrorizande e sim aliviador e sagrado. Pois estaremos indo ao encontro do Pai Celestial. Viver este plano com amor no coração é o segredo!

  • Ivo José Triches - 27/04/2012

    Beto Colombro!
    seu escrito foi mesmo muito bom! Sua contribuição servirá de apoio aos estudantes da Filosofia Clínica. Obrigado por partilhar conosco seus conhecimnetos.
    Ivo

Deixe um comentário

Anjo Tintas e Solventes

Beto Colombo ©. Todos os direitos reservados

Desenvolvimento Burn web.studio
Carregando Dados...