Ir direto para o Conteúdo

Beto Colombo

Artigos

Ouça o audio deste artigo

Há pouco tempo, em nossa região, estávamos em um calor escaldante. Em Criciúma, a temperatura chegou a 40°C, realmente quente. Quem pode, de um jeito ou de outro, buscou se refrescar em nossas praias e lagoas, abundantes por aqui. Que bênção!

Debaixo daquele sol todo, mesmo que por um instante, pensamos que em breve chegará o outono, depois o inverno e em seguida a primavera.

Ainda que no tempo Kairós, da antiga Grécia, chegou o outono com suas cores, seus frutos e sua temperatura amena, agradabilíssima. Mesmo aqui, ainda que por um instante, pensamos no inverno, na primavera e no verão.

Implacavelmente o inverno surge fazendo-nos sentir na pele seu frio. A gente se recolhe, se aproxima uns dos outros, as árvores param de crescer. Comidas quentes, roupas pesadas. Pode ser até na passant, encontramos uma fenda no tempo para pensar que em breve estaremos na primavera, no quente verão e no ameno outono.

E ela chegou e logo se denunciou. As cores embelezam os jardins, as ruas, praças e matas. É primavera. A estação das cores, amores e tons. Mesmo ali, envolta a tantos cheiros agradáveis exalados das cores indizíveis das flores, pensamos que em breve estaremos no verão quente, no outono agradável e seco e no inverno frio.

Enfim, depois de 13 luas, exatamente 13 luas, não 12 meses, o ciclo se fez. A vida girou, a cidade se movimentou, fizemos história. E tudo no seu tempo, na sua hora, na temperatura ideal, nas cores do acaso... Tudo perfeito!

Quando olho para a natureza e a vejo assim, simples e irretocável, penso naquelas vezes em que insistimos em dizer que nossa vida é uma rotina, que é tudo a mesma coisa. Não é! Basta olhar para o céu, para as árvores, para a temperatura, para as cores, para os jardins. Basta olha para as praias, lagoas, estradas e rodovias. 

Tudo passa. E que bom que tudo passa. Enquanto isso, vamos vivendo cada dia, cada momento, cada instante e saboreando suas cores, sabores, temperaturas. Afinal de contas, está frio? Logo ali na frente vai ficar quente!

É assim como o mundo me parece hoje. E você, o que pensa sobre rotina?
___________________________________________________________________
Artigo veiculado na Rádio Som Maior Premium no dia 14/07/2011 e publicado no Jornal A Tribuna no dia 15/07/2011.
Leia novos artigos nesse espaço a partir de março de 2012.
Voltar para Café com Mistura

1 Comentários para "Rotina"

  • Ronaldo Maia Piason - 14/07/2011

    O Velinho e o muro:Alguem havia ouvido falar que um velhinho ia todos os dias no muro das Lamentações.Rezava por 45 minutos.então alguem perguntou,quanto tempo o senhor vem até aqui rezar; 60 anos meu filho. O que o senhor pede.Peço que os cristão,os judeus e os mulçumanos vivam em paz, e que todo o ódio na terra termine.Peço que todas as crianças cresçam em segurança e com amor.E como o senhor se sente,pedindo issso por 60 anos: Me sinto como se estivesse falando para as paredes.

Deixe um comentário

Anjo Tintas e Solventes

Beto Colombo ©. Todos os direitos reservados

Desenvolvimento Burn web.studio
Carregando Dados...