Ir direto para o Conteúdo

Beto Colombo

Artigos

Sofisma

Queridos leitores, que vocês estejam conscientes. Hoje vamos refletir sobre sofisma.

Bebendo na fonte original, em uma compreensão superficial, sofisma é o enunciado falso que parece verdadeiro; ou seja, o início é falso, mas todo o restante do enunciado está correto. Vamos a um exemplo simples para que fique mais claro: um mais um são três, três mais três são seis e seis dividido por dois são 3.

O leitor atento observou que iniciei com um mais um são três, base errada, mas todo o resto do raciocínio está correto dali para frente. Três mais três são seis que, divididos por dois são três.
É claro que sofisma do ponto de vista socrático não é tão simples assim. Contudo, dessa forma, fica mais fácil compreender e até se aprofundar, pois hoje, quero refletir sobre os momentos em que cada um segue um raciocínio lógico, mas parte de um princípio equivocado, errôneo. Outro exemplo? As galinhas têm duas pernas, os homens têm duas pernas, logo o homem é galinha. Sofisma, apenas sofisma.

Uma fofoca, por exemplo. Fofoca é tudo aquilo que falamos de uma outra pessoa e esta não está presente. Quantas vezes escutamos um comentário maldoso sobre o outro, que não pode se defender, seguimos o raciocínio lógico que nos foi passado e repassamos adiante? Ou então, nos focamos nas sombras do outro, aprofundamos nela e só vimos sombra e repassamos esta conclusão como verdade?

Neste sentido, é prudente que estejamos sempre alertas para não generalizarmos questões que são particulares. Bisavô alcoólatra, avô alcoólatra, pai alcoólatra, irmão mais velho alcoólatra... Isso não quer dizer que o filho mais novo deve ser alcoólatra. Ele pode fazer diferente! Se partirmos do bisavô, que era alcoólatra, e chegarmos ao mais jovem da família, isso não quer dizer que este tem que ter a doença do alcoolismo. Se nos fecharmos e pegarmos a família como referência, vamos gritar para todo mundo ouvir que são todos alcoólatras. Mas se nos atermos aos fatos, ao que verdadeiramente é, veremos a verdade. E nesse caso, como sabemos, “conhecereis a verdade e a verdade vos libertará”.

Sofisma, portanto, é ter todo um raciocínio correto, mas este parte de uma base incorreta. Como está a base da nossa fala? De onde nos baseamos para criar um pensamento, elaborarmos um raciocínio e criamos uma opinião?

É assim como o mundo me parece hoje. E você, como experiencia o sofisma?

Mas, vale ressaltar, que nem todo enunciado que parece verdadeiro é considerado sofisma.
_________________________________________________
Artigo veiculado na Rádio Som Maior FM no dia 09/08/2012 e no Jornal A Tribuna no dia 10/08/2012.

Voltar para Café com Mistura

Deixe um comentário

Anjo Tintas e Solventes

Beto Colombo ©. Todos os direitos reservados

Desenvolvimento Burn web.studio
Carregando Dados...