Ir direto para o Conteúdo

Beto Colombo

Artigos

Tempos de Vacas Magras

Deixe um comentário

Ouça o audio deste artigo

Tempos de Vacas Magras

Querido leitor, que você esteja bem. Hoje não vou trazer algo novo para o nosso tema, mas com certeza, é oportuno e atual. Trata-se da passagem bíblica, retirada do livro dos Gêneses, que versa sobre os tempos das vacas gordas e tempos das vacas magras.

De acordo com esta passagem, um Faraó egípcio teve dois sonhos especiais e, intrigado com o ocorrido, quis saber o que significavam. Na manhã seguinte ao sonho, o Faraó chamou seus sábios e lhes falou sobre o que sonhara. Mas eles não conseguiram contar o significado dos sonhos.

Justamente aqui, entra na história um copeiro que se lembrou de José. Disse ao Faraó que quando estava na prisão havia conhecido um homem que podia interpretar sonhos. Diante disso, o Faraó mandou logo buscar o prisioneiro.

Diante da presença do líder, José o prisioneiro, ouviu seu sonho: “Vi sete vacas gordas e belas. Depois vi sete vacas muito magras e esqueléticas. E as magras comeram as gordas”, comentou calmamente o Faraó. Que continuou: “No segundo sonho, vi sete espigas cheias e maduras numa só haste. Depois, vi sete espigas finas e murchas. E as espigas finas começaram a tragar as sete espigas boas”.
Atento, o prisioneiro pensou por alguns instantes e logo fez seu comentário, interpretando o sonho. “Os dois sonhos significam a mesma coisa”, expôs inicialmente. “As sete vacas gordas e as sete espigas cheias significam sete anos, e as sete vacas magras e as sete espigas finas significam outros sete anos”. Resumindo, “haverá sete anos de muito alimento no Egito, depois haverá sete anos em que pouquíssimos alimentos crescerão.”

Após a interpretação, o Faraó ficou tão agradecido que mandou soltar José, para quem ainda encarregou uma tarefa: “Escolhe um homem sábio e encarrega-o de recolher mantimentos durante os sete anos bons. Assim, o povo não passará fome nos sete anos ruins que se seguirão, quando haverá colheitas escassas”.

Passar por épocas de calmaria e bonança qualquer um passa, afinal de contas, pouco ou nada se exige. Não é necessário sentar no cofre, apertar os cintos e nem dizer não. Tudo flui. Mas, um dos momentos em que se pode conhecer mais verdadeiramente as pessoas, as lideranças, são justamente nas turbulências, na agitação, nos tempos de incertezas e de vacas magras.

Todo tempo é tempo. Há o tempo de vacas magras, onde se faz necessário a precaução, a cautela e a maturidade emocional para enfrentar. É o limão! Mas, como tudo passa, também há o tempo das vacas gordas e, aqui, é importante ter a sabedoria para produzir para se manter e para acumular “gorduras”. É momento de pegar o limão das vacas magras e fazer uma limonada. E você, está preparado para os tempos de vacas magras?

Beto Colombo

Voltar para Café com Mistura

5 Comentários para "Tempos de Vacas Magras"

  • Doglas Morelli Arns - 15/07/2012

    Para mim esse artigo trouxe a reflexao sobre o equilíbrio, de como é dificil controlar sentimentos e açoes, tanto em tempos de vacas gordas ou magras e sei como este é importante para atravesar essas fases.

  • Edilton Cogo - 12/07/2012

    Parabéns, ótimas reflexões, transmitem prudência e equilíbrio, para aqueles que estão receptivos.

  • Jô Lopes - 10/07/2012

    Fico feliz por termos o nosso amigo Beto que nos oferece momentos reflexivos, sobre questões existenciais.Mas,vamos a sua colocação.Ainda não sei se estarei preparada para as perspectivas de futuro das vacas magras em vários sentidos.Mas,fico contente em saber que teremos oportunidades para colarmos nossas ideias e ações criativas que possivelmente irão nos ajudar nos momentos difíceis.

  • Adauton luiz Deolindo - 10/07/2012

    Muito importante os tempos de vacasa gordas e magras, mais importante ainda é ter sábios na empresa e na vida para ajudar nas vacas magras. Parabéns Beto.

  • Ulcinei Uggioni - 10/07/2012

    Bom dia Beto, a sabedoria realmente em tempo de vacas magras é que faz a diferença. Sentar, lamentar, esperar as coisas acontecer, isso nos leva ao fracasso. Mas aproveitar o suco do limão e fazer uma limonada é usar de sabedoria. Isso é o que precisamos nesta crise, de gente que pensa para frente, e destaca nas crises oportunidades de crescer.

Deixe um comentário

Anjo Tintas e Solventes

Beto Colombo ©. Todos os direitos reservados

Desenvolvimento Burn web.studio
Carregando Dados...